ONDE ESTÁ O DINHEIRO?

April 24, 2018

É, nos últimos três anos estamos sentindo, dia a dia, o dinheiro sumir do mercado. Placas de aluga-se e vende-se estão onde antes eram negócios prósperos. Num dia desses, a dona do restaurante onde eu almoço, que ainda trabalha na cozinha das 6 da manhã até às 4 da tarde, me confidenciou: “Estou com 67 anos e nunca vi isso. O dinheiro não entra… e as contas chegam todo mês.” Eu nos meus 55 pensei: o que me espera ainda?

Uma coisa é certa: estamos vivendo uma época de recursos escassos. Não adianta achar que vai mudar de repente, porque não vai. Temos que nos adaptar. Encarar o bicho de frente e dar um murro na cara dele.

Não existem receitas mágicas, não existem Gurus que façam você “sintonizar” na frequência da abundância e todo esse trá lá lá que tentam nos vender para que a gente se sinta “o vencedor”. É claro que se você não estiver bem consigo mesmo, se não achar um jeito de se animar, de ficar de bem com a vida, aí a coisa degringola messsssmooooo….

Mas é você quem tem que encontrar uma saída para a crise que você vive, dentro da sua realidade, dentro das suas capacidades, das suas qualidades, dos seus recursos.

Eu tenho algumas dicas bem tímidas, que pode te ajudar. E como eu acho que nesse próximo milênio (rs), vai funcionar o que for colaborativo, o que gerar uma relação de ganha/ganha, vou compartilhar com vocês:

  1. Não sinta-se um perdedor. Não exija de você mais que você pode dar. Se trate com parcimônia. Vai com calma. Tá todo mundo no mesmo barco (que me parece que tá afundando!).

  2. Não fique se debatendo. Tente passar pelos sufocos de maneira madura, calma, para não fazer da vida dos que te amam um pesadelo. Converse com amigos, se distraia, converse com quem você não conhece, enfim, muda o foco.

  3. Viva seus sentimentos. Se um dia você está se sentindo triste, procure um lugar para estar com você mesmo, de preferência em contato com a natureza, para perceber o quanto o universo é imenso e cheio de oportunidades. Leve o tempo que precisar para sair do seu inferno interior. Quando voltar, estará mais forte e decidido.

  4. Olhe pra quem tem menos que você. Nas horas que a gente está perdendo, a gente se sente pequeno, mas um gesto de amor ao próximo mais necessitado (sem ser clichê, mas já sendo), faz você sentir o quanto sua vida ainda é abundante e próspera, e o quanto você é privilegiado. Existe um programa muito legal, uma ong https://www.fraternidadesemfronteiras.org.br/pt-br/blog. Entra lá e vê como eles encontram o alimento que alimenta.

  5. Não diversifique. Empreender uma nova jornada exige tempo e dinheiro que nessa hora não temos. Faça o que você sabe fazer de melhor. O que você já gastou tempo e dinheiro aprendendo. Todo aprendizado custa caro.

  6. Redirecione seus investimentos. Se ainda está conseguindo investir no seu negócio, nós podemos ajudar a otimizar seus investimentos. Lembre-se que se todos nos unirmos, ficamos mais fortes. Programas de permutas de serviços ou troca de indicações funcionam muito nesta fase. 

Fique em paz com você mesmo. As coisas vão começar a melhorar e quando a gente menos esperar, os bons ventos vão chegar. E vai nos encontrar mais fortes.

Quem quiser conversar, estou à disposição.

Me chama no chat do site, ou envia um email para o beth@agenciabluecom.com.

#fui.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

AS IDEIAS SÃO COMMODITY, A EXECUÇÃO NÃO.

June 28, 2017

1/3
Please reload

Posts Recentes